Onde vivem as ideias inovadoras?

desafio
Nos primeiros dias de faculdade um professor meu falou em tom de brincadeira que “Todo estudante de computação pensa que basta uma ideia na cabeça e um laptop na mão e tudo está resolvido”. Realmente, parodiando uma ideia na cabeça e uma câmera na mão do pessoal do cinema, de certa forma todos nós nos sentimos assim.
Nós do ATM apoiamos iniciativas assim, se forem móbile então, conte conosco para divulgar. Mas a história de hoje é sobre um colega meu do SharpShooters(Grupo de usuários da Plataforma .NET) que junto com seus amigos de faculdade, tiraram uma ideia da cabeça e mais rápido do que imaginavam a transformarão num negocio.
A entrevista de hoje é com Bruno Inosoja sócio fundador da startup W3CS:



1) Bruno, como tudo começou, de onde veio a ideia original para o projeto MobiClub?
A ideia surgiu em uma cadeira da federal chamada projeto de desenvolvimento (vulgo projetão). Além dessa cadeira o projeto foi amadurecido em mais duas cadeiras do cin. Depois disso, submetemos o projeto para a seleção da incubadora cais do porto (aqui no porto digital). Passamos nas primeiras fases, apresentamos para uma comissão julgadora de investidores e consultores e fomos selecionados junto com mais 13 projetos.
Hoje somos 4 envolvidos no projeto, todos estudantes de ciência da computação do cin. Eu, Danilo Torres, Tiago Leite e Tiago Canto.
A ideia surgiu para solucionar um problema grande e constante no dia a dia: as filas! Existem dezenas de sistemas de pagamento via dispositivos móveis [de grandes empresas!], mas o diferencial do nosso é que ele evita que o cliente se dirija ao caixa. Isso é possível, pois o mobiclub é integrado com o sistema financeiro do estabelecimento.
2) Como funciona o sistema?
Você chega ao estabelecimento e informa que vai pagar com mobiclub, para isso você deve dá seu numero de celular para o garçom/recepção para que ele coloque no sistema (atrelar sua conta ao celular). Feito isso a qualquer momento você entra no mobiclub (via web) e pode consultar a conta parcial.
LogoMobiclub
Quando desejar você aperta no botão "pagar conta" (o ideal seria o "pague com um click"!). Feito isso, como nosso sistema é integrado diretamente com o sistema financeiro, sua conta vai estar liberada ("paga") e você já pode sair sem ter que enfrentar fila ou ter que ficar chamando o garçom para trazer a máquina POS.
3) A ideia realmente é fantástica e acredito que todo mundo vai querer ter acesso ao sistema, tanto que vocês foram para Campus Party entre os 15 finalistas do "Campuseiros inventam"Como foi a apresentação a aceitação e qual foi o resultado na final?
Primeiro fizemos uma apresentação de 20 minutos para uma mesa de jurados (tinham representantes da Telefônica - que é a patrocinadora da Campus Party e da empresa responsável pela organização da Campus Party). Esta apresentação foi mais tranquila pois já chegamos em São Paulo com 90% da apresentação pronta.
Nessa etapa pudemos observar os outros projetos (e seus diferenciais) e anotamos tudo para caso a gente fosse selecionado para a etapa seguinte (a final!). Dois dias depois da apresentação fomos classificados para a final, dos 15 que apresentaram, 5 projetos foram selecionados. Tínhamos que fazer uma apresentação de 5 minutos! Esse foi o grande desafio. Tínhamos que resumir todo o potencial do projeto em um curto espaço de tempo e só tínhamos 1 dia para preparar isso. Passamos o dia trabalhando e pedindo conselhos de gente experiente.
Nossa apresentação tinha que ter argumentos killers para convencer os jurados em optar pelo Mobiclub. No dia da apresentação, o projeto que considerávamos nosso maior concorrente abriu a seção de apresentações. Eles também estavam muito preparados, fizeram uma apresentação muito boa e mostraram o protótipo funcional. Logo em seguida fomos apresentar. Nossa apresentação foi muito objetiva, clara e no final também mostramos um protótipo (tanto no projetor quanto nos celulares para a banca julgadora). Ficamos os dois dias seguintes muito ansiosos, foi uma surpresa quando na cerimônia de encerramento fomos anunciados como vencedores da principal categoria da Campus Party Brasil 2011.

4) O MobiClub é uma aplicação web, ele já está pronto para funcionar tanto nas plataformas móveis atuais como em dispositivos mais simples, apenas com um navegador?
Isso. A principio o acesso ao Mobiclub é via web. Adotamos essa estratégia para alcançar o maior número de aparelhos/plataformas possíveis. Qualquer dispositivo móvel com acesso a internet (wi-fi, 3g, pacote de dados, etc.) poderá acessar o serviço do Mobiclub. No futuro pretendemos lançar aplicativos para as plataformas iPhone, IPad, Android e WP7 para agilizar o processo de pagamento.

5) Desde a criação da ideia até a apresentação na campus party, qual foram os desafios, o que você aprendeu e o que você recomenda para os leitores que querem tocar suas ideias e sonhos?
São muitos os desafios principalmente para pessoas como eu que vem de uma formação técnica e querem empreender com suas ideias. Eu recomendo três coisas para quem realmente quer tocar sua ideia pra frente. Primeiro, não guarde sua ideia para você, apresente para amigos, professores, pessoas do ramo e colha o máximo de feedback possível, só assim você poderá confirmar se sua ideia é realmente inovadora (e necessária) e fazer as devidas modificações. Segundo, sempre busque muita informações antes de dá o próximo passo (ou seja, antes de tomar decisões). E por fim, se dedique e persista!

6)Quais são os próximos passos do MobiClub? Quando vamos ter um beta?
Estamos fechando algumas parcerias e creio que ainda no primeiro semestre de 2011 teremos o piloto para testes. A ideia é boa mas temos muitas barreiras para entrar no mercado. Estamos com dedicação total e se tudo ocorrer como o esperado no segundo semestre abriremos o serviço para o público.
 
Rudolfh Bantim

Rudolfh Bantim

Consultor QlikView e Blogueiro de tecnologia.

0 comentários: