O que você faz quando tudo da errado e você está no “meio”?

terça-feira, maio 25, 2010 , , 0 Comments

Bem, tem dias que você gostaria de ter um plano para recuperação de desastres(disaster recovery). Sexta passado foi o que eu chamo de dia da bruxa. Normalmente é uma sexta-feira o dia começa calmo e de repente, como quem não quer nada, começa a acontecer todo tipo de problema, seja em sistema ou seja na infra-estrutura.

Sexta foi o dia do suporte, começou com um servidor parando e uma sucessão de desastres, que afetou, sistema, ficou fora do ar, voltou e depois saiu de novo, rede fora, dns fora, domínio fora, caos total, até nossa equipe ficou off, sem poder acessar arquivos na rede nem repositório. São aqueles dias que os dedos são apontados em todas a direções e o famoso, eu avisei é a frase mais comumente falada.

Nessa hora todo mundo sabe o que deveria ser feito, mas seja por restrições orçamentárias, de tempo, de instrução ou de senso de risco que tudo vai literalmente para o beleleu.

Uma das minhas frases preferidas e que quase sempre se encaixa em todo tipo de solução é:

Águas passadas não movem moinho.

Eu penso que primeiro você deve, resolver o problema e esquecer os “culpados” visto que isso é relativo e não resolve nada. Depois de ter “resolvido” você deve procurar melhorar suas soluções para que o que ocorreu não ocorra mais, o senso de urgência e de necessidade vai te ajudar a implementar o que é necessário.

Só olhe pra traz para aprender alguma coisa e não para se lamentar pelo que deveria ter feito.

Afinal, desastres acontecem, bem mais freqüentes do que se imagina.

Rudolfh Bantim(Pois quando a chuva de canivete aperta, sai de baixo)

Rudolfh Bantim

Consultor QlikView e Blogueiro de tecnologia.

0 comentários: