Internet Móvel no seu "negocio móvel" , 3G, Wifi, GPS

terça-feira, setembro 16, 2008 0 Comments

 Hoje escutei no podcast TickTack uma idéia ótima. Se a maioria dos dispositivos tem wifi e ainda não tem 3G, porque não converter a conexão 3G para Wifi? Não sei se você ja reparou, mas quem tem uma conexão ADSL(Velox), a cabo ou predial recebe a internet na sua casa e utiliza um roteador wifi ou um access point(AP) para criar uma rede wifi, seja para seu notebook ou pocketpc acessa-la.

A ideia é a mesma, usar a infraestrutura 3g dentro de um Taxi, e lá montar uma rede wifi, para o uso dos dispositivos moveis como notebook, celular, pockets e palms de dentro do mesmo. Seria fantastico, acredito que ate se pagaria um pouco mais pela facilidade, ate porque o custo seria muito disolvido ao longo do mês.

Isso também poderia ser aplicado para viagens de ônibus, uma conexão 3G um roteador Wifi e internet banda "larga" para os passageiros. E eu vou alem, com o acesso a internet de dentro do taxi, o mesmo poderia ligar um GPS ao seu carro e disponibilizar sua localização para o cliente ou para a matriz. As aplicações são infinitas, melhores rotas, informações sobre o transito, localizar um cliente no mapa e ate para saber qual taxi está mais proximo de um cliente especifico.

Será que ninquem pensou nisso antes? O que me vem a mente agora seria:

1 modem 3G ou 1 roteador 3G
1 Conexão da Claro de 250kbps
1 GPS
1 Subnotebook

Se fosse comprado em quantidade um Subnotebook como positivo Mobo ou Asus EEPC sairia por R$800,00, um GPS por R$400,00 o roteador 3G por R$300 , o modem sairia de graça se fosse comprado em grande quantidade e a conexão da claro por R$49,90 mensais.

Totalizando mais ou menos R$1500,00 de investimento inicial. O resto seria software, o GPS enviaria sua posição para um sistema na internet que mostraria num mapa onde ele está naquele momento. Só faltou energia para suportar isso tudo, mas acredito que deva existir um adaptador para o carro.



Rudolfh Bantim

Rudolfh Bantim

Consultor QlikView e Blogueiro de tecnologia.

0 comentários: